Mês do Orgulho LGBTQI+

porDesenvolver

Mês do Orgulho LGBTQI+

 28 de junho é o Dia do Orgulho LGBTQI+, data celebrada e lembrada mundialmente, que marca um episódio ocorrido em Nova Iorque, em 1969. Naquele dia, as pessoas que frequentavam o bar Stonewall Inn, no bairro de Greenwich Village, em Nova York, até hoje um local de frequência de gays, lésbicas e trans, reagiram a uma série de batidas policiais que eram realizadas ali com frequência.

O levante contra a perseguição da polícia às pessoas LGBTIQI+ durou mais duas noites e, no ano seguinte, resultou na organização na 1° parada do orgulho LGBT, realizada no dia 1° de julho de 1970, para lembrar o episódio. Hoje, as Paradas do Orgulho LGBT acontecem em quase todos os países do mundo e em muitas cidades do Brasil ao longo do ano. ⚠ Neste ano, a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, a maior do mundo, foi realizada e transmitida pelo Youtube, com inúmeros convidados, no dia 14 de Junho.

A ONG Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, organizadora dos eventos do Mês do Orgulho LGBT+ e da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, informa que devido à crise causada pela Covid-19 (Coronavírus), diante do calendário de eventos da Cidade de São Paulo para o segundo semestre, em função das alterações dos próximos feriados de julho e novembro, e como não haverá mais feriados prolongados, foi alterada a data da 24ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo para 29 de Novembro de 2020, respeitando as comemorações da Semana da Consciência Negra.

Há ainda uma parada global marcada para o dia 27, transmitida ao vivo durante 24 horas, e que promete ter a participação de líderes globais, popstars e drag queens.


Agora que você já sabe como surgiu o Mês do Orgulho LGBTQI+, continue acompanhando o conteúdo dos próximos dias, onde falaremos sobre sobre as conquistas, artistas, a importância dos Comitês de Diversidade nas organizações e exemplos práticos. Vem com a gente! 

Sobre o Autor

Desenvolver administrator

Deixe uma resposta

Skip to content