Visita ao Jardim Sensorial do Jardim Botânico do RJ

porDesenvolver

Visita ao Jardim Sensorial do Jardim Botânico do RJ

Você já ouviu falar no Jardim Sensorial, parte que integra o Jardim Botânico do Rio de Janeiro? Parte da equipe Desenvolver Inclusão & Diversidade esteve presente por lá, em fevereiro passado, e te convida para uma visita virtual. Confira as fotos: 

O espaço oferece um conjunto de plantas com diferentes texturas e aromas, colocadas ali especialmente para aguçarem os sentidos, principalmente o tato e o olfato. Orquídeas, pés de manjericão, alecrim, sálvia, menta e muitos outros podem ser tocados e, am alguns casos, até mesmo provados pelos visitantes.

Por suas características, o Jardim Sensorial é o local perfeito para um projeto de educação socioambiental inclusiva. Assim, com o patrocínio do Instituto Masan, ele ganhou uma equipe de oito monitores preparada para receber visitantes com deficiência, principalmente os cegos e deficientes visuais. Mais do que isso, a equipe desenvolve atividades pedagógicas para familiarizar as pessoas que vêem com o universo das que não podem ver. Estima-se que existem no Brasil 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual severa.

Dos monitores, três são cegos e um tem baixa visão. Eles foram selecionados em uma parceria com o Instituto Benjamin Constant (IBC), que também dá treinamento sobre como atender pessoas com esse tipo de deficiência à equipe do Jardim Botânico envolvida com o Jardim Sensorial. Além disso, uma técnica educacional foi contratada para preparar as atividades pedagógicas do projeto.

Uma das principais atividades é a visita guiada com olhos vendados. Também são realizadas, no auditório da Associação de Amigos do Jardim Botânico (AAJB), palestras sobre como acolher pessoas com deficiência, sobre Braile, Libras (Lingua Brasileira de Sinais) e temas relacionados. Estão previstas ainda atividades específicas para grupos escolares.

Entre pisos táteis e muito material com uso do sistema braille, o jardim de fato é um lugar acessível, no entanto ocupa uma área bem pequena do jardim botânico. Feliz por poder viver isso, mas penso que acessibilizar o jardim botânico todo seria excelente.

Márcia Cristina Gonçalves

Sobre o Autor

Desenvolver administrator

    Deixe uma resposta

    Skip to content